O presidente do Conselho de Administração da Copersucar, maior trading de açúcar e  etanol do mundo, Luís Roberto Pogetti, afirmou nesta segunda-feira (4/7) à Agência Estado que as usinas e destilarias sócias da companhia já se recuperaram das chuvas em excesso durante o mês de junho e estão com a moagem de cana-de-açúcar normalizada. “E a geada não teve impacto (sobre os canaviais da Copersucar)”, acrescentou pouco antes do início do Global Agribusiness  Forum 2016 (GAF 2016),  realizado entre hoje e amanhã em São Paulo.

A primeira metade de junho foi marcada por uma forte onda de frio no Centro-Sul do Brasil, com episódios de geadas principalmente nos Estados de Paraná e Mato Grosso do Sul. Chuvas em excesso durante o período chegaram a interromper a moagem de cana por quase uma semana. Pogetti comentou também que a projeção de processamento pelas empresas da Copersucar se mantém em 93 milhões de toneladas de cana própria para a temporada 2016/2017, iniciada em abril. O Centro-Sul como um todo deve moer em torno de 620 milhões de toneladas.

 

 

Estadão