sob o efeito da conjuntura positiva para o etanol no Brasil, as cotações do açúcar atingiram em outubro a maior alta entre as principais commodities agrícolas negociadas em bolsas internacionais. A guinada, iniciada em agosto e potencializada nos meses seguintes pelo reajuste da gasolina, causou uma corrida das usinas brasileiras por garantir esses preços mais altos, vendendo a commodity na bolsa de Nova York para entrega em 2016.

 

Valor Econômico

 

‘Ciclo positivo’ das usinas de cana mira os fornecedores de serviços

O ‘ciclo positivo’ do setor sucroenergético, que Alexandre Figliolino, diretor de Agronegócio do Itaú BBA, projeta para a partir de 2016, deve também chegar a parte dos fornecedores das usinas de cana-de-açúcar.

O projeto ‘ciclo positivo’ reflete o mercado mundial de açúcar, que em 2016 conviverá com déficit de produção e alta vegetativa de consumo, enquanto o mercado doméstico brasileiro de etanol seguirá em alta.

Delcy Marc Cruz e Alessandro Reis, produtores de conteúdo do Portal Jornal Cana, contaram nesta quarta-feira (28/10) fornecedores que expõem e estão presentes no 16º seminário A Usina da Recuperação, realizado pela Sociedade dos Técnicos Açucareiros e Alcooleiros do Brasil (STAB) entre a quarta-feira e esta quinta-feira (29/10) em Ribeirão Preto (SP).

 

JornalCana